Caso Joice: IML atesta morte por causa indeterminada

O pai, Gilson Fernandes Ribeiro, está inconformado

Adaíra Sene/DP/D.A Press

A mãe, Vilma Fernandes, com os outros filhos desconsolada

Permanece o mistério em torno da morte da estudante Joice da Silva Fernandes, de 16 anos. O corpo da jovem foi liberado na manhã desta quarta-feira pelo Instituto de Medicina Legal (IML) sem que os médicos legistas conseguissem apontar os fatores que teriam contribuído para o óbito. O laudo atesta apenas morte por causa indeterminada.

O pai, Gilson Fernandes Ribeiro, está inconformado. Segundo ele, a equipe do IML disse que exames de biópsia ainda serão realizados e que pedaços do coração e de outro órgão que ele não sabe precisar, foram retirados para dar continuidade às análises.

Além da família, a polícia também aguarda por essas informações. A delegada do Departamento de Proteção a Pessoa (DPP), Gleide Ângelo, colheu diversos depoimentos durante toda a madrugada de hoje e precisa do laudo para definir o futuro da estudante Daiane dos Santos de 18 anos, com quem Joice teria brigado antes de morrer.

“Pode ter acontecido um ataque fulminante, uma crise convulsiva, já que a língua da estudante teria enrolado quando ela caiu… Foi instaurado o inquérito que depende do resultado desses exames. Se for constatato que a briga teve relação com a morte, Daiane pode ser indiciada por lesão corporal com homicídio eventual, mas se a causa da morte for independente, ela poderá responder por lesão corporal”, explicou a delegada. Ao contrário do que foi afirmado anteriormente, Daiane não está presa.

O que se sabe é que Joice morreu na noite de ontem após brigar com uma colega por causa de uma mensagem postada no Orkut. A agressão aconteceu dentro da Escola Estadual Monsenhor Álvaro Negromonte, no bairro do Totó, no Recife. A vítima levou um tapa no rosto e desmaiou. Foi encaminhada pela direção da escola à UPA do Curado II, mas já chegou morta. Segundo a polícia, os médicos não descartaram a possibilidade de que Joice tivesse problemas cardíacos e tenha morrido em função do estresse provocado pela briga.

A Secretaria Estadual de Educação disse que aguarda o resultado do laudo do IML, acreditando que a vítima sofreu um aneurisma ou uma parada cardio-respiratória, ressaltando que a estudante não morreu dentro da escola, mas a caminho da unidade de saúde. O sepultamento está marcado para às 16 h no Cemitério do Pacheco.

Aluna de 16 anos morre após discutir com colega por causa de mensagem no Orkut

Briga – De acordo com a agressora, a confusão começou depois que ela foi tomar satisfações com Joice por causa de um recado postado pela vítima no perfil do namorado de Daiane no Orkut. Ela disse que foi ameaçada pelas amigas da vítima. Na saída da escola, uma multidão a aguardava na porta, dando murros e pontapés no carro em que ela estava e a chamando de “assassina”.

Deixe o seu comentário

XHTML: Tags permitidas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Documento sem título

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player